• Eng. Fábio Sobral

Engenheiros e Arquitetos: Saiba quais os programas mais utilizados por esses profissionais



Graças a evolução das áreas e tecnologias, hoje em dia se tornou muito mais simples executar projetos, cálculos e representações de diversos tipos, das mais simples até as mais realistas. Os softwares são grande responsáveis pela otimização de todos esses processos, levando a experiência de seu cliente e até de sua empresa a outro nível de satisfação. Mas você sabe quais são os programas mais utilizados pelos Engenheiros e Arquitetos?


  • SketchUp: Com uma interface mais simples e voltada para modelagem 3D, esse software com certeza é um dos programas mais utilizados pelos profissionais. Sua interface é simples porém com diversas funcionalidades, que permite a elaboração de projetos mais simples aos mais complexos. Por ser uma programa mais "leve", pode até mesmo ser utilizado como alternativa ao Revit da Autodesk, já que ambos possuem quase as mesmas funcionalidades, tendo como objetivo final a Modelagem 3D.

  • AutoCAD: Talvez um dos programas mais famosos entre os engenheiros e arquitetos e até mesmo quem não é da área, já ouviu falar no programa. No AutoCAD é possível criar dois tipos de modelagens, 2D e 3D, nele é possível criar projetos, peças, móveis e etc, as possibilidades são infinitas, já que o programa é extremamente versátil. Além da versão instalável para PC ou celular, ele conta também com a versão Web, onde não é necessário instalação, o usuário precisa apenas de conexão com a internet para utilizar o programa.

  • AutoCAD Civil 3D: Desenvolvido pela Autodesk, o AutoCAD Civil é voltado para a criação de projetos de infraestrutura civil, que utiliza recursos da tecnologia BIM (Building Information Modeling) contribuindo com a topografia, informações geográficas, loteamento, design de projetos para obras infraestrutura, movimentação de terra e drenagem, possuindo integração com softwares como Revit, Infraworks e Formit.

  • Matlab: Desenvolvido na década de 70, o programa Matlab abreviatura de Matrix Laboratory é destinado ao cálculo de projetos científicos, automobilísticos, robótica e engenharia civil. O programa é capaz de realizar cálculos com uma enorme biblioteca de funções, matrizes, processamento de sinais e gráficos incorporados, facilitando a resolução de problemas em pouquíssimo tempo.

  • Revit: Também criado pela Autodesk, o programa possui funções similares aos SketchUp citado no começo deste artigo, baseado na tecnologia BIM, ele permite a criação de casas, edifícios e construções de diversas formas utilizando modelagem 3D, onde é possível elaborar desde a fundação até a parte mais estética do projeto como acabamentos, design de interiores, etc. Os projetos desenvolvidos com o Revit são integrados e seus elementos são relacionados a outros componentes e informações, ao modificar algum item em qualquer parte do projeto, as demais serão atualizadas automaticamente.

  • SAP2000: Criado exclusivamente para estruturas complexas, o SAP2000 possui uma interface sofisticada e versátil, permitindo que engenheiros façam projeções mais complexas voltadas para área de transporte, infraestrutura, indústria, instalações e etc.

  • TQS: Diferentemente dos outros, esse software foi criado por brasileiros e desenvolvido para a criação de projetos de estruturas em concreto armado, protendido e alvenaria estrutural. O programa oferece todos os recursos necessários para a criação de estruturas até a finalização do mesmo. O TQS torna a elaboração dos projetos estruturais com mais qualidade, utilizando requisitos das normas ABNT e a compatibilização do modelo estrutural de um processo BIM.

  • Sienge: Totalmente voltado para a construção civil, o Sienge é um software ERP de origem brasileira, que gerencia e organiza informações de empresas da área de engenharia civil, desde o orçamento, obra, compra de materiais, medições até a área de vendas.


Agora que você conhece os principais programas, que tal aprender a trabalhar com alguns deles também? Clique aqui, acesse nossa página e aprenda a dominar de vez os softwares mais utilizados pelos arquitetos e engenheiros de diversas áreas.